Segurança: calçados impróprios para dirigir

Dirigir é um ato que requer muitos cuidados. Por este motivo, os calçados utilizados pelos condutores também podem comprometer a segurança no trânsito, não basta apenas observar o que diz a lei, é preciso analisar se o sapato é confortável e seguro para dirigir.

Segundo o Art. 252 do Código de Trânsito Brasileiro dirigir usando calçados que não se firmem nos pés ou que comprometa a utilização dos pedais é infração média, com multa de R$ 85,13 e acréscimo de 4 pontos na CNH.

Para não ser surpreendido por uma autoridade de trânsito, cometendo uma infração e colocando em risco a segurança no trânsito, como saber então qual é o calçado correto para dirigir?

É preciso observar atentamente as características dos tipos de sapatos. Dessa forma, não fica difícil escolher um deles para dirigir.

Alguns são totalmente proibidos, e isso fica bem claro na legislação, como é o caso de chinelos e rasteiras, pois ficam soltos nos pés e no caso das rasteiras muitas vezes possuem um solado muito liso. Alguns modelos de chinelos hoje vêm com tiras que os fixam nos pés, estes sim são permitidos.

Sapatos com plataforma grande, por exemplo, e salto alto, são muito perigosos e podem enroscar nos pedais do carro. Salto anabela pode atrapalhar também porque devido a distância que você tem do pedal, ele atrapalha na noção da força que você faz para dirigir. Tamancos ou qualquer outro tipo de calçado que dificulte o acionamento dos pedais também são proibidos porque podem trazer perigo à segurança no trânsito.

O melhor para dirigir, e mais seguro, são aqueles sapatos fechados, sem salto, que se fixem aos pés, flexíveis e que não atrapalham os pedais.

Sapatos masculinos também podem ser um problema em dias de chuva, tem sapatos com solado bem liso que em contato com a água, por exemplo, podem se tornar muito escorregadios. As principais características de um sapato masculino ideal para dirigir são solado de borracha, anti-derrapante e bem flexível. Tênis também são permitidos, desde que calçados corretamente.

Dirigir descalço não é proibido por lei, mas segundo especialistas não é o ideal, pois o condutor não tem a mesma força que teria com um solado mais firme.

Não estamos aqui querendo selecionar que tipo de calçado as pessoas devem adquirir. Você pode comprar todos os tipos de calçados, o importante é deixar um dentro do carro que seja ideal para dirigir. Isso não é frescura, um salto enroscado no pedal do freio, pode ser a causa de um acidente que tenha graves consequências. E não existe veículo sem pedal de freio.

8 respostas para “Segurança: calçados impróprios para dirigir”

  1. Antunes Alvs escreveu:

    Senhores,
    analisando o Art. 252 CTB, Na acepção da palavra, usar calçado que não se firmem nos pés, não é estar descalço ou não?

  2. Hilário Udo Morche escreveu:

    O calçado ideal tambem é muito importante na motocicleta, motoneta ou ciclo motor. Porque assim como nos veículos fechados, ao pilotar um veículo de duas rodas, pode se enroscar o salto ou mesmo chinelo, nas alavancas e se desequilibrar na hora de apoiar o pé no chão por ocasião das paradas.

  3. Maristela escreveu:

    Os condutores tem dificuldade de entender que o CTB está prevendo a segurança. Todas as infrações sóestão ali pq os condutores não são responsáveis, mas sim, irresponsáveis. Tanto automáveis, utilitários, caminhões, motocicletas,motonetas ou ciclomotores, não esquecendo das bicicletas.

  4. abner oliveira vasconcelos escreveu:

    Devemos ir mais além do que recomenda o CTB, pois a segurança é para nós mesmos, e não para quem escreveu a lei.

  5. Sgt Hélio escreveu:

    O brasileiro quer ter uma desculpa para burlar a lei. Nem que pague com a própria vida.

  6. Celso Alves Mariano escreveu:

    Este é sempre um assunto polêmico. Como bem escreveu a Mariana, é um assunto muito importante para ser negligenciado, gerando riscos desnecessários. Em 2009, participei da gravação de uma matéria para a RICTV de Curitiba, exatamente sobre isso. Era um programa de audiência predominantemente feminina e a repórter fez questão de abordarmos o assunto de forma dirigida para este público. Veja em http://www.youtube.com/watch?v=DXD6DVd8iuM.

  7. carlos maciel escreveu:

    o artigo 252 do ctb é bem claro calçados que não se firme aos pés.portanto cabe ao legislador identificar qual é o calçado. E elaborar uma resolução identificando o tipo exato de calçado,fazendo uma listagem ou pelo menos deixando essa infração mais nitida, pois poderá ter muito entendimento contrário por diversos agentes de trânsito. Se é lei acho que o legislador chupou bala deixando duvidas sobre este texto, Por favor quando elaborarem Leis não sejam leigos e paraa deixarem duvidas.sejam objetivos e diretos.

  8. carlos maciel escreveu:

    Caro Sgt Helio o senhor poderia nos escrever qual o tipo exato de calçado proibido no que se refere o art 252 do CTB,não somente dizer o quele que não se firme nos pés e onde está citados os tipos de calçados e que resolução está previsto esse tipo de infração estamos cheios de um empurra ,empurra sendo que muitos agentes tem idéias diferentes com relação a esse artigo, por favor ode está citados os tipos de sapatos e tipos de salto proibido, vamos lidar com a transparência da lei.

Deixe uma resposta